Canudos plásticos: a importância do descarte correto

Assim como outros países, o Brasil tem seguido uma tendência recente e praticamente irreversível de banir a circulação de canudos plásticos. Algumas cidades criaram leis municipais para proibir o uso do objeto e grandes redes de alimentação o substituíram por versões ecologicamente corretas.

O canudinho comum não é o principal responsável pela poluição, mas funciona como uma espécie de “porta de entrada” para discussões mais aprofundadas. Isso porque sua matéria-prima – polipropileno e poliestireno – não é biodegradável. Ou seja, aquilo que se utiliza uma única vez, por cerca de cinco minutos, pode levar até mil anos para se decompor na natureza.

Em artigo publicado na revista científica Science, em 2015, pesquisadores afirmam que a humanidade gera em torno de 275 milhões de toneladas de resíduos plásticos. Boa parte desse total vai parar nos rios e oceanos e é responsável por colocar várias espécies da fauna aquática em risco de extinção, além de acarretar outros prejuízos relacionados à biodiversidade, ao turismo e à saúde humana.

As tartarugas-marinhas, por exemplo, confundem a sujeira com comida e morrem. Além disso, o microplástico (composto por pequenos fragmentos do material, com menos de 5 milímetros) pode contaminar o sal, os alimentos, o ar e a água potável no mundo inteiro.

Estudo liderado pelo médico Philipp Schwabl, da Universidade de Medicina de Viena, na Áustria, aponta que o microplástico está presente inclusive no intestino humano. Ao analisar as fezes de oito pessoas de oito países diferentes, foram identificados microplásticos em todas as amostras. Ainda não se sabe quais os impactos dessa substância ao organismo.

“O excesso de consumo provoca o excesso de lixo. Por isso, queremos que uma das vertentes do nosso atendimento seja a orientação dos usuários ao consumo consciente”, explica Carlos Alexandre, diretor da Samba Franchise.

Pensando nisso, o aplicativo Samba oferecerá, em breve, o serviço de descarte de entulho e lixo reciclável. Caso a cidade em que você mora tenha postos de reciclagem, será possível solicitar o recolhimento, mediante cobrança pré-definida. A equipe da Samba será responsável pela destinação correta.

Mas, se você quer contribuir desde já com a sustentabilidade do planeta, que tal comprar o seu próprio kit de canudos reutilizáveis? Existem versões em vidro, papel de madeira de reflorestamento, bambu, inox, talos de trigo e até mesmo açúcar (estes são comestíveis!).

Acompanhe nosso site e fique por dentro de todas as novidades!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Pague com
 
 
Qualidade ;)